Apontamentos e reflexões sobre temas históricos do passado ao presente...

25
Abr 15

Arquivo RTP

O 25 de Abril de 1974

Letra A - Álvaro Cunhal

B - Banca nacionaliada

 

publicado por Conceição Janeiro às 14:55

26
Abr 14

Excelente recurso para o estudo da Revolução dos cravos.

O Dia da Revolução - Gente de 40 - Ruas de abril - Portugal em números - Jornais do 25 de abril

publicado por Conceição Janeiro às 09:42

14
Mar 14

A Revolução Portuguesa vista pela historiadora e investigadora Raquel Varela.

Nunca tanta gente decidiu tanto!

publicado por Conceição Janeiro às 13:46

09
Mar 14

Encontra-se disponível no site da Associação 25 de abril um curso concebido e promovido pela A25A sobre a história contemporânea de Portugal, em particular a Revolução de 25 de abril de 1974.

Módulos:

I - O Estado novo no pós-guerra;  A oposição ao Estado Novo

II - Guerra colonial

III - A conspiração e a ação do 25 de abril

IV - A descolonização

V - A transição do poder revolucionário para o poder democrático

publicado por Conceição Janeiro às 16:02

02
Mar 14

Galeria de imagens sobre o 25 de abril disponível no site do CD25abril.

publicado por Conceição Janeiro às 14:06

25
Nov 13

A nomeação de Vasco Lourenço para comandante da Região Militar de Lisboa, em substituição de Otelo, foi contestada pelos setores do MFA afetos a Otelo. O clima insurreccional que se seguiu no seio das Forças Armadas conduziu o Presidente da República a decretar o estado de sítio, a 25 de novembro. As forças de esquerda dentro do MFA foram neutralizadas, tendo triunfado os militares partidários do Grupo dos Nove, coordenado pelo então tenente-coronel Ramalho Eanes.

Ler opinião da historiadora Raquel Varela no artigo "25 de Novembro de 1975: um dia final que não foi inteiro nem limpo"

publicado por Conceição Janeiro às 17:08

01
Jun 13

Clica na imagem para aceder ao dossiê dedicado à revolução de 25 de abril de 1974, disponibilizado no site da Fundação Mário Soares.

publicado por Conceição Janeiro às 16:11

30
Abr 13

Comentário acerca deste documentário de Joaquim Furtado retirado do Youtube:

Um documentário que tão bem relata a revolução de Abril e os acontecimentos posteriores, onde se discutiam de forma tão pura as ideologias que melhor defenderiam os interesses dos portugueses. Um momento de discussão ideológica que acabou por entregar nas "mãos" do socialismo de Mário Soares os verdadeiros valores da liberdade e da democracia.

publicado por Conceição Janeiro às 15:08

26
Abr 13
publicado por Conceição Janeiro às 15:01

25
Abr 13
publicado por Conceição Janeiro às 14:27

11
Abr 13

 No Arquivo  Casa Comum da Fundação Mário Soares podemos consultar documentação relativa ao Movimento das Forças Armadas, designadamente os seus Boletins Informativos Informativos. Na imagem é visível a 1.ª página do Boletim n.º 15, de 22 de abril de 1975.

04436.015

O MFA – Movimento das Forças Armadas foi o responsável pela revolução de 25 de Abril de 1974, que pôs termo à ditadura em Portugal. Teve na sua origem no designado Movimento dos Capitães, resultante do descontentamento entre os militares face à política do governo de Marcello Caetano, designadamente no que respeitava à continuação da guerra colonial. O Movimento dos Capitães foi-se consolidando ao longo do ano de 1973, em torno dos objectivos de colocar um fim à guerra nas colónias e de restabelecer a democracia em Portugal, tendo, em Dezembro, eleito um Secretariado Executivo constituído por Vasco Lourenço, Otelo Saraiva de Carvalho e Vítor Alves. Formaram-se então várias comissões que iniciaram a preparação de um golpe militar, que teve a sua concretização a 25 de Abril do ano seguinte. As tropas foram comandadas no terreno por diversos capitães, sendo as operações dirigidas superiormente pelo major Otelo Saraiva de Carvalho. O movimento aparece então aos portugueses com um programa que se definia por três Dês: Democratização, Descolonização e Desenvolvimento. Depois da revolução, o MFA sofreu várias transformações na sua organização, primeiro ao nível da sua Comissão Coordenadora, e depois também com a formação do Conselho dos Vinte e das Assembleias do MFA. Integrou igualmente o Conselho da Revolução e, até 1982, teve papel fundamental na recomposição das hierarquias das Forças Armadas Portuguesas.

Via Casa Comum


publicado por Conceição Janeiro às 10:32

22
Mar 13

publicado por Conceição Janeiro às 11:44

Outubro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Etiquetas

todas as tags

pesquisar
 
Ligações
mais sobre mim
blogs SAPO