Apontamentos e reflexões sobre temas históricos do passado ao presente...

24
Ago 12
publicado por Conceição Janeiro às 19:33

No dia 24 de agosto de 1820, eclode no Porto a Revolução Liberal Portuguesa, tendo Manuel Fernandes Tomaz sido um dos seus principais mentores.

Manuel Fernandes Tomás nasceu na Figueira da Foz em 30 de junho de 1771 e morreu em 19 de novembro de 1822. Matriculou-se na Universidade de Coimbra nas vésperas da Revolução Francesa, acabando o curso de Direito quando em França a Assembleia Constituinte elaborava a Constituição, que mais tarde lhe serviria de base para tentar institucionalizar o liberalismo em Portugal.Tendo seguido carreira na magistratura, Fernandes Tomás prestou grandes serviços ao exército luso-britânico durante as invasões francesas, quer como autoridade administrativa, quer como provedor da área de Coimbra.

Fundou depois o Sinédrio, em 1818, com Ferreira Borges, Ferreira Viana e Silva Carvalho, associação que teve um papel de relevo no movimento reformista de 1820. Fernandes Tomás fez parte da comissão encarregada de elaborar as bases da Constituição de D. João VI. O seu parecer contribuiu poderosamente para influenciar a lei no sentido de um radicalismo republicano. A morte terminou a atividade política de Fernandes Tomás num momento em que ela poderia ter assumido outro fôlego. Ainda assim, ele não deixa de poder ser encarado como uma figura de primeiro plano do liberalismo português vintista. Exerceu uma intensa e notável ação de edificação de um Portugal novo, na construção de novas referências jurídicas e constitucionais, na defesa das liberdades e garantias dos cidadãos, e no estabelecimento do princípio da representatividade do sistema político.

Fonte: Museu Municipal Santos Rocha

publicado por Conceição Janeiro às 19:06

19
Ago 12
publicado por Conceição Janeiro às 16:32

14
Ago 12

A 14 de agosto de 1385, o exército português, chefiado por D. Nuno Álvares Pereira, derrota as tropas castelhanas na Batalha de Aljubarrota, assegurando a preservação da independência de Portugal face a Castela.

Os seis espisódios disponíveis no Youtube descrevem de forma contextualizada os acontecimentos da época, abordando aspetos políticos, sociais e militares.

publicado por Conceição Janeiro às 16:50

03
Ago 12

Visualiza aqui uma excelente apresentação de alunos do 9.º ano sobre a ditadura salazarista em Portugal e a Revolução de 25 de abril de 1974.

 

publicado por Conceição Janeiro às 18:22

Clica na imagem para explorares um recurso interessante da ESE de Santarém sobre a descoberta do caminho marítimo para a Índia, em 1498.

publicado por Conceição Janeiro às 17:45

01
Ago 12

A Guerra Peninsular, também conhecida em Portugal como as Invasões Francesas e em Espanha como Guerra da Independência Espanhola, sucedeu no início do século XIX, entre 1807 e 1814 na Península Ibérica, inserindo-se nas chamadas Guerras Napoleónicas. A princípio, envolveu Espanha e França, de um lado; Portugal e Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda, do outro. Porém, a guerra teve repercussões além da Europa, influindo na independência das colónias da América Latina. Sob o comando do General Junot, as tropas francesas entram na Espanha a 18 de Outubro de 1807, tendo atingido a fronteira portuguesa a 20 de Novembro. A 30 do mesmo mês, chegam a Lisboa. A Família Real e a corte portuguesa haviam fugido, no dia anterior, para o Brasil, a bordo de uma esquadra naval, protegida por naus britânicas, e levando consigo cerca de 15 mil pessoas, deixando o governo do território europeu de Portugal nas mãos de uma regência, com instruções para não resistir aos invasores. Ficava, assim, vazio de conteúdo o decreto de Napoleão dando como banida a Casa de Bragança do trono de Portugal. A 1 de Agosto de 1808, com o desembarque de tropas britânicas na Figueira da Foz, comandadas do Duque de Wellington e a sua posterior junção às forças de Bernardino Freire, comandante do exército português em Montemor-o-Velho, tem início a guerra Peninsular.

publicado por Conceição Janeiro às 09:48

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

20
21
22
23
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Etiquetas

todas as tags

pesquisar
 
Ligações
mais sobre mim
blogs SAPO